Adoçantes são mesmo seguros?
usuario

Publicado por Clarissa

Adoçantes são mesmo seguros? Ajudam ou atrapalham na perda de peso?


Os adoçantes são produtos artificiais usados para conferir o sabor doce e possuem menos calorias se comparados ao açúcar e ao mel. Acionam na língua os mesmos receptores de doçura. Algumas pessoas possuem dúvida se são seguros e algumas pesquisas são controversas na relação entre uso de adoçantes de obesidade.

Benefícios e níveis de segurança da sucralose e stévia

A sucralose é um dos edulcorantes não-calóricos mais comuns porque tem um sabor que muito se assemelha ao açúcar de mesa. A sucralose pode realmente ter benefícios metabólicos, como o aumento de um hormônio chamado GLP-1. Ele ajuda à regular a glicose no sangue, fazendo com que a insulina seja liberada e diminua a glicemia. Isto é especialmente obervado em pessoas com peso saudável.

Já a stévia que é produzida a partir da planta Stevia rebaudiana também demonstrou benefícios em alguns estudos. O consumo de folhas de stévia mostrou reduzir o desejo de alimentos doces e gordurosos. Uma pesquisa mostrou que as folhas da planta de stévia possuem propriedades antimicrobianas, antifúngicas, anti-hipertensivas, anti-hiperglicêmicas e anti-inflamatórias. A pesquisa também apóia que a stévia reduz a glicemia através de vários mecanismos, incluindo o aumento da liberação de insulina e a melhora da sensibilidade à insulina.

A sucralose passa relativamente inalterada pelo trato gastrointestinal e é absorvida em quantidades insignificantes, sendo eliminada nas fezes. Para ultrapassar o limite superior tolerável um adulto deveria beber cerca de 1500 latinhas de refrigerantes adoçados com sucralose. Difícil, convenhamos.

A stévia também é conhecida por ser segura, e para ultrapassar os limites máximos estabelecidos uma pessoa adulta deve consumir mais de 3g por dia. Verifica-se que as pessoas que usam stévia costumam consumir 5-6 mg por dia. Isso não está perto do limite superior tolerável, o que reforça sua segurança.

Relação entre adoçantes e peso

Mas qual o motivo ainda de tantas pessoas que usam adoçantes estarem ainda acima do peso? A lógica seria que com o uso de adoçantes artificiais iria-se reduzir o consumo de açúcar. Com a redução da ingestão calórica geral consequentemente deveria ser observado perda de peso. Mas tudo depende de como você está fazendo dieta. Se você está seguindo estritamente um plano de refeições adequado então pode. Porém se você estiver comendo de forma intuitiva então é menos provável que o uso de adoçante ou não irá te ajudar.

 

Só porque duas coisas parecem estar ligadas não significa que uma esteja causando a outra. O simples fato do excesso do consumo calórico pode estar causando o ganho de peso. Por exemplo, muitas pessoas com excesso de peso começam a beber refrigerantes dietéticos na crença de que isso as ajudará a perder peso, mas não fazem outras mudanças na dieta ou no estilo de vida. Alimentos e bebidas adoçados artificialmente são doces e geralmente mais baixos em calorias Mas eles não resultam nos mesmos níveis de saciedade e satisfação que os alimentos comuns.

Por si só, adoçantes artificiais não podem aumentar ou diminuir seu peso corporal. Apenas calorias podem fazer isso. Eles podem estimular de forma passiva a ingestão calórica. Ao estimular o desejo de comer doce, o que dificulta a perda de peso. Por outro lado, eles podem ser usados para subtrair calorias de sua dieta que seriam usadas em alimentos e bebidas doces, o que facilita a perda de peso.

Resumindo, você pode fazer uso de adoçante. Basta apenas saber usá-lo ao seu favor. E ao mesmo tempo seguir um plano dietético para auxiliar na menor ingesta de calorias. Déficit calórico é o fator principal para perda de peso. Bem como um planejamento nutricional adequado irá te fornecer através dos alimentos os nutrientes necessários para sua saúde e satisfação com seu físico.

Comentários

Comentário